PIPE OFF: RPS 05# – 11/11/2017

Nova edição do RPS, mais uma semana com uma boa quantidade de bons lançamentos. Então uma boa leitura a todos!

Jason Derulo feat. French Montana – Tip Toe

Não é uma musica ruim até porque o Derulo sempre costuma mandar bem nos vocais, mas a musica não tem nada de especial é só um Pop que deve tocar na radio por umas semanas e depois ser esquecida. Comparado a outras musicas do cantor essa está longe de ser um hit como foi “Wiggle” ou de ser uma puta musica em questão de qualidade como “I Want You Want Me”.

Rimas e Melodias – Elza

Bom Rap, a letra é boa, a produção bem criativa utilizando elementos variados e o flow diferente de cada uma das minas deu um toque extra no som.

Carlinhos Brown – Derivado Petrolífero

Uma salada de referencias desconexa que no fim dá uma musica sem a menor identidade, fraquíssima.

Bastille – World Gone Mad

Pop Rock genericasso, mas é musica feita para tocar nos créditos de filme Blockbuster então nem dava pra esperar muito mesmo.

Wiz Khalifa – Letterman

Não sei exatamente o que o tem nas musicas do Wiz Khalifa que quase sempre sendo bem qualquer coisa, tem algo nelas que acaba me cativando. Essa musica não é diferente, ela é um Rap Trap extremamente genérico com todos os clichês possíveis, mas eu ainda sim gostei.

Louane – Midi sur november

Gostei, Pop Alt com uma produção meio retro e tal. Lembra bastante cantoras de Pop Alt que tão em destaque atualmente, mas com diferencial de ser em frances.

1Kilo part. Chino Oriente, Lucas Lucco, Ari e Pablo Martins – Tudo Bem

Não está tudo bem não.

WALK THE MOON – Kamikaze

Ok, as outras musicam do WALK THE MOON comentadas no RPS eu sempre elogiei apesar de ressaltar que nenhuma tinha aquela cara de hit como foi Shut Up And Dance, mas essa nova aqui é só bem ruim. Nível Coldplay no modo automático.

G-Eazy – The Plan

Das musicas lançadas até agora do disco novo do G-Eazy, essa foi a que achei mais fraca. Ainda sim ela não é de todo mal, a produção está boa e G-Eazy se garante embora esse flow mais puxado pro Trap não me agrada tanto quanto o Flow normal bem swingado dele.

Coruja Bc1 – Jazz Records

Boa musica, a letra tem umas referencias fodas, a produção esta totalmente voltada pro Jazz e o Coruja encaixou o Flow bem na medida do beat.

Sigrid – Strangers

A produção é de um Synth-Pop de respeito, mas não achei que a voz da Sigrid encaixou com a idéia da musica.

Rad Horror – Dark Times

Musica bem interessante, um arranjo construindo no seu inicio em uma levada bem Rock Alternativo, depois acrescentando elementos de Hardcore Melodico e um refrão que consegue ser bem Pop pra deixar a musica com cara de Hit. Talvez tenham aqui mais um expoente da nova geração do Emo.

Pitbull feat. Stereotypes, E-40 e Abraham Mateo – Jungle

Até que para um som do Pitbull essa musica é bem melhor do que eu estava esperando, apesar de ser só uma bela copia/junção de elementos que deram certo para outros artistas como é a produção bem emulando as do Mark Ronson a guitarra é claramente inspirada/copiada e o Abraham Mateo tentando imitando os cacoetes vocais do Timberlake só não percebe quem não quer.

Chromeo – Juice

A combinação de EDM e Funk sempre dá em bons frutos quando está nas mãos dos caras do Chromeo, musica bem dançante com um refrão muito cativante. Extremamente recomendável para os fãs de Daft Punk.

Fuse ODG feat. Ed Sheeran e Mugeez – Boa Me

Praticamente idêntica aquela musica “Cheerleader”, a única diferença é que essa não tem um refrão tão marcante que possa ajudar na hora de virar hit. Pra quem é fã do Ed Sheeran nem precisa perder tempo ouvindo, a participação do cara é extremamente descartável.

YUNGBLUD – Tin Pan Boy

Ok, isso aqui foi uma grata surpresa. Uma mistura muito assertiva de Rock Alternativo com Post-Punk, criando uma musica que pode ser definida como “agressiva porem classuda”, muito interessante esse lançamento, ta ai um projeto para ficar de olho.

Jennifer Lopez feat. Wisim – Amor, Amor, Amor

Bem ruim como é praticamente todos os trabalhos musicais da Jennifer Lopez. Um Pop/Reggaeton chatissimo, com uma produção bem ultrapassada parece o tipo de musica que seria trilha de uma novela mexicana reprisada a esmo no SBT.

Pell- chirpin’

Que baita lançamento esse do Pell, o cara tem muito futuro dentro do Rap. Com um lançamento cheio de boas sacadas, o cara não esconda as referencias que vão de início bem claras de Tyler the Creator, passam por G-Eazy, Chance The Rapper e Logic e fecham em uma combinação bem feita de Vince Stamples e Childish Gambino. Anotem esse nome.

Taio Cruz feat. French Montana – Row The Body

5 anos dês do ultimo lançamento do Taio Cruz, mas infelizmente todo esse tempo não fez com que o cara tivesse o retorno grandioso. Essa musica nova é tão genérica que se não tivesse o nome do Taio Cruz na faixa nem daria para saber que é dele.

Gladius James – Too Bad

O homem por traz de vários dos hits Pops da atualidade, finalmente resolveu lançar seu próprio projeto autoral. E essa musica de estréia é um bom ponta pé inicial, um som que traz um refrão bem melódico e Pop ao mesmo tempo em que mescla com uma produção bem experimental.

BC Unidos feat. Carly Rae Jepsen – Trouble in the Sreets

A produção dos caras do BC esta excelente conseguiram criar uma linha muito interessante entre o Indie Rock e o Pop, e a Carly nos vocais como de costume esta ótima.

Chuck Adams – Take Me As I Am

Gostei muito desse som, o cara faz um Country mais Main Stream, mas sem perder a essência de um country bem autoral. Espero que o Chuck consiga se destacar dentro da cena, um artista como ele pode quebrar certos paradigmas e estigmas antigos dentro do Country.

Flight Facilities feat. Broods, Reggie Watts e Saro  – Stranded

Achei extremamente audacioso esse novo lançamento dos caras do Flight Facilities. Uma musica no mínimo poderosíssima toda a produção impecável e todos os convidados dando um show nos vocais.

Munhoz & Mariano part. Jerry Smith – Mulherão da Porra

Musicão ruim da porra.

Eminem feat. Beyoncé – Walk On Water

Confesso que esperava como de costume que o primeiro single do disco novo do Eminem fosse algo bem mais agressivo como são os principais hits do rapper, mas ele acabou indo para uma via totalmente contraria. Walk On Water é uma musica lenta, melódica e melancólica. A qualidade da musica é gigante Eminem se sai muito bem nos seus versos, a produção que ficou a cargo de Rick Rubin que ja vem trabalhando com Eminem a um bom tempo esta excelente e por fim a participação mega especial da Beyoncé só foi a cereja desse saboroso bolo.

Um comentário em “PIPE OFF: RPS 05# – 11/11/2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *