PIPE OFF: RPS 23# – Charlie Puth, Miguel & Halsey(19/03/2018)

Nova edição do RPS no ar, essa semana entre os lançamento temos Charlie Puth, Miguel, Halsey e muito mais. Então uma boa leitura a todos!

Charlie Puth feat. Kehlani – Done For Me

Pop com uma cara meio retro, no geral uma boa musica. Ja disse em outras edições que o Charlie Puth é um cantor talentoso, mas que suas musicas faltam personalidade. E felizmente essa musica não se encaixa nessa descrição, Puth apresenta muita atitude nesse som, creio que muito dos méritos desse som vão para Kehlani que dá um toque especial.

Jade Baraldo – Nem o Mar

Tem outros sons da Jade que me agradam mais, ainda sim a musica está bem longe de ser ruim. A bela voz da cantora faz tudo ficar bom.

Gabriel Diniz part. Maiara & Maraisa – A Casa Chora

Todo mundo chora.

The Chainsmokers – Everybody Hates Me

O The Chainsnokers continua tentando a todo custo tomar o espaço do 21 Pilots, mas nesse novo lançamento o Duo também volta um pouco ao seu tradicional e se utiliza bastante dos efeitos de EDM. O que no fim das contas não muda muito, a musica ainda é muito fraca.

Johnny Rain – Peach

Bem curioso o trabalho de Peach nessa musica, o musico transita por diversos estilos e cria uma musica bem experimental e que cria uma sensação de surpresa em quem está ouvindo a cada novo elemento adicionado.

Laura Pausini part. Simone & Simaria  Novo

Laura Puasini lançando um reggaeton em 2018. Alguém nos ajude Lazaro.

Kygo feat. Miguel – Remind Me to Forget

Essa musica só não é totalmente perdida porque o Miguel é um cantor muito a cima da média. Mas a produção do Kygo é extremamente fraca e acaba tirando muito da qualidade da musica. Gostaria muito de ouvir essas linhas vocais que o Miguel entregou nesse som em uma musica produzida por um Produtor de maior qualidade.

Seakret feat. Feid & Mc Zaac – Kika

A mistura de Reggaeton e Funk feito pelo Seakret funciono legal e as duas participações se adequaram bem a proposta do som.

Dan Lellis – Cautuaba

Essa musica da mais azia que tomar Catuaba quente.

Halsey feat. Stefflon Don & Big Sean – Alone(Remix)

Esse Remix ficou excelente. A participação da Stefflon Don e do Big Sean deu uma vibe nova mais dançante e com mais cara de Single. E claro Halsey como de costume não decepciona com as belas linhas vocais e uma ótima composição.

Djonga part. Karol Conká – Estouro

Os versos não me pegaram tanto, mas o flow dos dois rappers encaixou bem com o beat que também é bom. Então no geral é um som divertido de ouvir.

Lexa part. Rashid – Foco Certo

Por mais que o Rashid seja um Rapper muito a cima da média, o talento dele não foi suficiente para salvar esse som fraquíssimo. A idéia da musica é ser motivacional, mas o resultado exatamente o contrario.

XXXTENTACION – NUMB

É impossível negar a qualidade da produção dessas musica, apostando em uma levada meio Post-Punk para o instrumental o rapper teve um grande acerto, embora sua participação na musica passa longe de chamar atenção.

Pearl Jam – Can’t Deny Me

Achei melhor que muito dos últimos trabalhos da banda, a levada meio Punk com uma cara de anos 70 incrivelmente funcionou bem. A musica tá longe de ser excelente, mas ao menos é um som divertido com uma letra muito bem escrita.

Snakehips feat. St Rulez – Cruzin’

Ótimo trabalho dos caras do Snakehips, a dupla de produtores conseguiu criar uma linha bem limpa para a musica no melhor estilo hit de R&B e a participação do St. Rulez nos vocais se encaixou perfeitamente.

Lary – Vibe de Prazer

Diga não ao Funk Soft.

Echosmith – Over My Head

Aquele Pop Rock bem mais indo pro Pop que o Echosmith ja apresenta a um tempo. Eu sinceramente não gostei dessa musica, mas imagino que os fãs da banda provavelmente vão gostar.

Saweetie – B.A.N.

Saweetie nesse novo lançamento brinca bastante com seu flow, utilizando variações da sua levada durante a musica. O beat não me agradou tanto, mas ainda sim a rapper conseguiu manter o nível da musica.

BFF Girls – Meu Crush

Poxa Crush.

Lil Dicky feat. Chris Brown – Freaky Friday

Por mais que a musica seja do Lil Dicky, ela parece muito mais uma musica do Chris Brown. O cantor de R&B aparece bem mais que o Rapper/Humorista. No geral o som é bem qualquer coisa, um R&B esquecível com extra do uso exacerbado e desnecessário de autotune.

Sway Clarke – Drugs

Impossível não se encantar pela voz do Sway, ele consegue colocar a voz de uma forma tão em sintonia com o beat que é algo sempre surpreendente. A produção dessa musica também é algo importante a se mencionar tantos componentes diferentes se alinhando tão bem juntos.

Jesuton – Plastic 100ºc

Eu acho a voz da Jesulton incrível, mas essa musica na minha opinião não combinou com ela. A produção bem lenta e soturna não parece ter ficado alinhada com o que a cantora apresenta.

Di Ferrero – Setença

Pop Rock genérico ao maximo, letra manjada e um refrão extremamente cansativo.

Chris McClenney – sidetoside

Até então só havia escutado o Chris em parcerias com o DJ/Produtor Sango. O que facilita muito pra qualquer artista, mas nessa musica solo o cantor mostrou o mesmo feeling afiadíssimo do R&B com o Soul que ele mostrava nos trabalhos em conjunto.

The Decemberist – We All Die Young

A musica é muito bem tocada isso é inegável, mas caramba são tanta repetições que quando a musica chegou na metade eu achei que ja estava ouvindo a uns 5 minutos.

YoungBoy Never Broke Again feat. Future – Right or Wrong

Um ótimo beat junto de vários versos genéricos.

Gundelach – Iron

Trabalho excelente do Gundelach, o produtor coloca suas fichas em um Synthwave com uma linha toda retro, mas que ao mesmo tempo consegue ser bem moderna. Se fosse só uma musica instrumenta ja seria otimo, mas a adição dos vocais em momentos bem específicosdeu uma cara bem única.

NOTD feat. Bea Miller – I Wanna Know

Apesar de a Bea ser uma boa cantora, não é o suficiente para salvar essa musica que não passa de um EDM bem Pop que não apresenta nada de minimamente interessante.

The Voidz – ALieNNatioN

Bem na linha do que o The Voidz  costuma fazer, esse Rock Alternativo meio experimental. Eu até tento ouvir de coração aberto, mas pra mim não vai acho extremamente sem sal as musicas dessa banda.

Leon Bridges – Bet Ain’t Worth the Hand

Não importa se é a primeira ou a centésima vez que você vai ouvir uma musica do Leon, sempre é impressionante o talento vocal do cara. Essa musica só segue a constante linha de alta qualidade que o musico vez apresentando.

Jordam Davis – Going ‘Round

A crescente que a musica vai ganhando até chegar no refrão é muito interessante, principalmente pelos vocais do Jordam que vão tendo leves mudanças a cada momento dessa crescente. Está ai uma nova promessa do Country.

Robotaki feat. Jamie Fine & Falcxne – Butterscotch

Um EDM que transita entre o Eltro Funky, Disco e Rock. Tudo de uma forma bem harmônica e melódica. É muito interessante como as linhas vocais e instrumentais se misturam tão bem de uma forma suave criando uma grande experiência sonora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *