PIPE OFF: RPS 43# – Travis Scott, Bazzi & Ivete Sangalo

Nova edição do RPS no ar, essa semana entre os lançamento temos Travis Scott, Bazzi, Ivete Sangalo  e muito mais. Então uma boa leitura a todos!

Travis Scott – STARGAZING

O rapper mostra nessa musica muito do seu lado mais experimental criando um Rap trap bem psicodélico. As experimentações da produção são sem duvidas pontos a serem destacados, mas falta algo nos versos do Rap que acrescenta algo de verdade a faixa.

Emicida part. Stefanie, Drik Barbosa, Fióti, Souto Mc & Dory de Oliveira – Selvagem

A musica traz uma mistura de tudo que o Emicida apresenta em suas musicas, produção de qualidade com um beat pesado, timbres bem feitos e melodias cativantes, fora os ótimos versos. As participações também adicionam muito a música. Ótimo lançamento.

ANAVITÓRIA – Ai, Amor

Na mesma linha de musica que a dupla costuma apresentar, eu sinceramente não tenho paciência para essa dita “nova MPB”, essas produção sempre bem soft e parece que nunca sai do lugar somado as letras que não dizem nada, simplesmente não dá.

Zayn feat. Timbaland – Too Much

Pop genericão sem literalmente nada que vale a pena se destacar. Só mesmo Timbaland com sua clássica participação que resume em mandar uns “HEY” no meio da musica.

Ella Mai – Trip

Ella é sem duvida uma das grandes revelações do R&B da atualidade, e essa nova faixa reitera o talento da jovem cantora. Com ritmos mais lentos lembrando musicas do gênero que se destacaram na década de 90, a cantora da uma aula de como criar boas melodias enquanto a produção entrega na medida o necessário para acompanhar a faixa vocal.

Lexa part. Mc Lan – Sapequinha

Por mais que eu curte bastante o som do Lan, não é o suficiente para salvar a musica. Esse Funk Soft quase Pop da Lexa não apresenta anda que me interesse, é basicamente uma mistura de vários elementos que estão em alta com uma roupagem mais acessível, mas por sua vez muito mais artificial e pouco cativante.

Ivete Sangalo part. Melim – Um Sinal

Que musica ruim tem essa pegada do “novo MPB” misturado com uma base meio soft EDM, é muita coisa errada em uma musica só. Péssimo lançamento, totalmente esquecível.

H.E.R. feat. DJ Scratch – Lost Souls

H.E.R. é sem duvida uma promessa do R&B, a qualidade musical da cantora é impressionante. Nessa faixa ela faz uma clara viagem aos anos 90 referenciando o que de mais destaque tinha dentro do gênero na época, e a participação do DJ Scratch na produção ajuda muito nessa viagem. Excelente musica, e temos aqui um nome para se ficar de olho.

Ana Vilela – Ainda

Tudo que eu falei da musica da ANAVITORIA se aplica para essa aqui também.

MAGIC! – Expectations

Já se passaram 4 anos do grande hit da banda, e até então eles tem tentado de todas formas possíveis encontrar um novo sucesso. E dessa vez a banda coloca todas suas fichas em uma musica totalmente Pop com uns elementos latinos próximos ao Reggaeton, mas com já é de imaginar falha miseravelmente.

Phosphorescent – New Birth In new England

O musico apresenta mais uma faixa explorando o maximo possível do Folk sem deixar  o Indie Rock de lado, mas a grande novidade e que acaba sendo o grande ponto alto da musica são as referencias mais countrys chegando a se aproximas do Bluegrass, criando então um arranjo muito divertido e se tornando uma boa porta de entrada para quem ainda não conhece bem os trabalhos do artista.

Bazzi feat. Camila Cabello – Beautiful

A musica tem umas melodias boas, mas o arranjo é fraco e a faixa acaba ficando bem cansativa e sem nenhum grande destaque. Tanto o Bazzi quanto a Camila não estão em suas melhores exibições, embora também não prejudiquem.

Martin Garrix feat. Bonn – High On Life

Todos os clichês do atual EDM você encontra nessa musica, do refrão super chiclete e melódico as batidas de House pouco criativas.

Basement – Disconnet

A musica começa com um riff bem rápido indo para um lado mais Punk e depois com a entrada do vocal a musica toma uma linha mais Rock Alternativo para no refrão se tornar uma mistura dos dois gêneros, e essa combinação resulta em uma agradável faixa com um refrão marcante e riffs bem construídos.

Nicky Jam feat. Badbunny & Arcangel – Satisfacción

Semana passada eu elogiei a faixa do Badbunny que tem uma proposta bem parecida com essa, mistura Reggaeton e Trap. Mas a musica anterior era bem melhor que essa, o beat aqui é muito fraco e os versos não tem nenhum elemento de destaque.

Silk City(Diplo & Mark Ronson) feat. GoldLink & Desiigner – Loud

A produção como de todas faixas da dupla é incrível, a forma com que eles consegue fazer um mix do elementos de varia fases da musica eletrônica é sempre surpreendente. A participação do Goldlink também é uma grande adição para musica com versos super condizentes com a proposta da musica, já a participação do Desiigner fica bem apagada e chega ser desnecessária.

Trophy Eyes – Friday Forever

O incio da musica temos a banda apresentando um lado mais alternativo, mas com a entrada do refrão temos de volta todo o lado Pop Punk Emo característico da banda. Uma bela faixa que nos brinda com o que de melhor a banda pode entregar, as melodias belas e melancólicas são como de costume um capitulo a parte.

Iggy Azalea – Surive The Summer

Essa é sem duvida uma das faixas mais pesadas e agressivas que Iggy já entregou, e mostra uma clara tentativa de mudança na carreira. Mas a faixa no geral não mostra nada de muito atrativo, os versos são cansativos e o beat é muito padrão.

Miguel – Python

Como de costume o cantor entrega uma faixa perfeita, com um R&B bem cadenciado e usando muitas referencias do Rock, a nova musica de Miguel é uma ótima amostra do impressionante talento vocal do cantor. A produção da musica remete muito os trabalhos do musico em seu segundo disco o “Kaleidoscope Dream” tem uns riffs de guitarra acompanho por uma linha de bateria que são belíssimos.

Jack Harlow – SUNDOWN

Grata surpresa essa faixa, Jack tem um flow bem swingado o que faz uma musica mesmo rápida e com uma base simples ser bem contagiante e com versos bem marcados. Um nome para ficar de olho e bem recomendável para quem curte o G-Eazy.

YG feat. Quavo – SLAY

A faixa começa em uma linha bem R&B Old School, e então é costurada pelos ganchos muito bem colocados de YG, e um refrão que faz uma combinação de dois lados destinados do rapper. No geral uma faixa muito boa com uma produção na medida.

The Band CAMINO – Daphny Blue

Um Rock Alternativo daqueles mais agitados sem nenhuma grande novidade, mas que soube encontrar as medidas corretas para não fazer uma musica cliche e ainda conseguiu colocar um refrão marcante o suficiente.

Watsky – Welcome To The Family

Quem ja conhece o rapper sabe muito bem de todo o lado experimental de suas musica e que podem ser um pouco peculiares e estranhas a novos ouvintes, mas que mesmo assim vale a pena ser dado uma chance pelas belas obras artistas que Watsky cria. “Welcome To The Family” é mais uma bela amostra da genialidade do cara, com versos extremamente profundos e uma produção caótica.

Deaf Havana – Ritual

Fica claro que a banda realmente esta cada vez tomando um lado mais Pop, o que no geral não seria um problema. Mas a banda entrega mais uma faixa sem nada de muito interessante, apresentando um refrão esquecível e uma produção bem padrão.

$uicideBoy$ – Carrollton

Os reis do Clound Rap estão de volta, a nova faixa da dupla esta mais sombria do que nunca e sentimento de desorientação ouvindo na musica é presente, e os versos debatendo aceitação social mostram a qualidade lírica da dupla.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *