Petisco

Não foi um dia fácil, meu leitor confidente, assim como a vida, que apesar de cômoda, nunca costuma ser fácil.

Mas pense comigo por um momento. Eu sobrevivi, você sobreviveu. Tal qual cachorros que fazem truques com ossos, merecemos um prêmio para, talvez, viver mais um dia.

O dia amanheceu belo na província de Mauá. Céu azul cor de “talvez mais tarde chova” e um sol que fica muito bonito do lado de fora do trem lotado. O hoje já virou ontem e o amanhã… você sabe o que ele virou, Você está nele. Eu consegui pegar um lugar no trem e talvez hoje seja um bom dia..

 

Estes são meus ossos para roer, amigo leitor:

 

 

Tenho cada vez mais me presenteado com PW esses dias e porque não? É um produto como qualquer outro, uma recompensa pela nossa deliciosa mediocridade e, por Deus, como é bom ver lutas assim.

 

Que disposição desses dois. É o que acontece quando você é magistral em fazer o básico.

 

Seria lindo se o filho Rhodes mais novo tivesse em um dedão o talento e a simplicidade que o pai carregava com tanto talento. Por sorte o gene Flair parece ter carregado a si mesmo dentro da Rainha, guardando o legado do dirtiest player in the game por mais uma geração.

 

Uma pequena demonstração de no sell e oversell. Pequenas doses de PW assim todo dia são um ótimo segredo para viver uma vida feliz e completa; salário fixo e VR também ajudariam muito. Mas, sinceramente, eu falo isso porque, para realmente amar esse esporte não é preciso passar o dia inteiro. Isso não é uma dieta.

 

Não é um clássico, não é a melhor luta do século, mas é um agrado, um petisco no nosso diário mar de desgraça.

Leia Mais